A exclusão digital dos municípios gaúchos

Artigo publicado no Jornal do Comércio de Porto Alegre no dia 07/10/2010

A exclusão digital dos municípios gaúchos

Júlio César Pacheco – Auditor aposentado do TCE/RS

 

Em pleno século XXI, a grande maioria dos municípios gaúchos, orgulhosos por liderar estatísticas culturais e tecnológicas, peca na qualidade das informações e dos serviços disponíveis em seus sites. É imprescindível que gestores melhorem o processo de comunicação digital, hoje limitado a notícias institucionais sem grande relevância ou preocupação significativa que promova seus sites à condição de um portal de serviços e informações, como forma de garantir à sociedade o direito à transparência na gestão pública, que, mais que um direito do cidadão, é um dever do administrador. Conforme o Ibope/Nielsen, agência que mede audiência na internet, o Brasil é o quinto país do mundo em número de acessos à web, com quase 70 milhões de internautas. A região Sul concentra aproximadamente 39% desses usuários, o que equivale a 27,3 milhões de pessoas. A internet é o terceiro veículo de comunicação com maior alcance no Brasil, sendo superada apenas pelo rádio e pela televisão.

No mesmo sentido, pesquisa promovida pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto Br identificou a presença de computadores com acesso à internet em 32% dos lares urbanos da região Sul, superando em cinco pontos percentuais a média nacional. A mesma pesquisa trata do governo eletrônico (e-Gov) e, considerando apenas os cidadãos em idade eleitoral, informa que 27% de todos que já utilizaram a internet alguma vez na vida já usaram algum serviço disponibilizado na rede pela administração pública. A proporção de pessoas que já utilizaram essa ferramenta é baixa e preocupa. Embora o e-Gov seja importante e essencial nos processos de inclusão digital e social e no atendimento das demandas da sociedade, seu uso ainda é mínimo perante as inúmeras possibilidades de serviços que a população deveria ter acesso na internet. Para reverter esse quadro, além de um processo de inclusão digital, é preciso solução para as dificuldades de encontrar informações nos sites governamentais, simplificação dos processos de comunicação e disponibilização dos serviços de forma sistemática e contínua.


Anúncios

0 Responses to “A exclusão digital dos municípios gaúchos”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




e-converge

outubro 2010
D S T Q Q S S
« set   fev »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Atualizações Twitter


%d blogueiros gostam disto: