Arquivo para fevereiro \16\UTC 2011

Campanha nacional quer prevenir epidemia de dengue

O secretário estadual da saúde, Ciro Simoni, se reuniu com representantes da Superintendência da Fundação Nacional de Saúde no RS (Funasa) para definir metas e ações de trabalho que previnam e evitem uma nova epidemia de dengue, como a registrada em 2010 no RS. A dengue se constitui hoje num dos principais problemas de saúde pública do país, e está relacionada com condições sociais, de saneamento e meio ambiente. Por isso, a Secretaria Estadual da Saúde vai intensificar as ações de combate ao mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypti. O objetivo é evitar que o RS entre para a lista de Estados com infestação da doença. Conforme o Ministério da Saúde, 16 estados estão com risco muito alto de epidemia.
Por determinação do ministro da saúde, Alexandre Padilha, representantes da Funasa estão se reunindo com secretários de saúde em todo o Brasil. O objetivo é desenvolver uma campanha nacional e imediata de conscientização à população. Ano passado o RS enfrentou uma epidemia de dengue concentrada na região noroeste. O secretário estadual da saúde, Ciro Simoni, diz que os municípios gaúchos estão preparados para atender a população. Segundo ele, há agentes treinados, equipamentos e estrutura médica capacitada no caso de um possível avanço da doença. Conforme Ciro Simoni, embora o RS tenha somente um caso registrado – considerado importado, já que a pessoa contraiu a doença em outro Estado – há preocupação constante das autoridades para que não haja uma epidemia.
– Embora nós tenhamos um caso apenas registrado no município de Ijuí, queremos contar com a ajuda dos municípios e da população para que haja conscientização e eliminação de riscos – avalia.
O projeto de mobilização contra a dengue partiu do Ministério da Saúde, em Brasília. O superintendente da Funasa no RS, Gustavo de Mello, diz que a palavra de ordem em políticas públicas é cooperação. Ele relata que gestores estão se organizando rapidamente para trabalhar contra o avanço da doença.
– Além da União, estados e municípios, temos a população como aliada. Creio que cooperação é lei do século para termos um resultado positivo – ressalta.
Em 2010, foram notificados 4.922 casos suspeitos de dengue e 3.497 confirmados, sendo 3.366 autóctones do Estado e 131 importados de outros Estados brasileiros.
 

Como combater a epidemia:
– Não acumule lixo ou materiais que retenham água parada como pneus, garrafas, copos ou latas. Lavar pratos de folhagens e tratar a água de piscinas;
– A dengue é uma doença transmitida ao homem pelo mosquito Aedes aegypti;
– Os sintomas são febre, dor de cabeça frontal, dores nas articulações, indisposição, nausea e vômitos;
– Em caso de suspeita, procure um posto de saúde para avaliação.

Anúncios

e-converge

fevereiro 2011
D S T Q Q S S
« out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728  

Atualizações Twitter